Whatsapp
Portal Ciesp > Notícias > CIESP CAMPINAS realiza reunião com Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (OICS)

Noticías

CIESP CAMPINAS realiza reunião com Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (OICS)20/12/2021Carla Marins, Comunicação CIESP CAMPINAS

Com o intuito de ampliar cada vez mais a representatividade da casa da indústria em âmbito regional e, até mesmo nacional, o CIESP Campinas fará parceria com a OICS.
A meta do OICS para sensibilizar sobre Cidades Sustentáveis é de 300 municípios no próximo ano e Campinas e região será a 1ª. região.
 
 A reunião foi realizada na sede da Diretoria Regional de Campinas, no dia 16 de dezembro, com a diretoria da entidade, representada pelo diretor titular, José Nunes Filho; o 1º vice-diretor e diretor titular eleito para a gestão 2022-2025, José Henrique Toledo Corrêa; o gerente do DDS – Departamento de Desenvolvimento Sustentável -, do CIESP estadual, Jorge Rocco, e Anicia Pio, gerente do DDS da FIESP. Prestigiaram a reunião também importantes lideranças de Campinas, dentre eles representando a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social de Campinas e a agência INOVA Unicamp.
 
A apresentação conduzida pelo coordenador do Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis, Marco Aurelio Lobo Júnior, órgão que é ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia do Governo Federal e que tem a missão de apresentar as Cidades Sustentáveis em todo o território nacional, sendo que o projeto piloto se iniciará em Campinas.
 
Campinas tem hoje o 3º maior PIB do Estado, o 11º PIB do país e segunda maior região metropolitana do estado, com mais de 3 milhões de habitantes.

A RMC conta com a presença de 50 das 500 maiores empresas do mundo, Campinas tem um polo industrial diversificado, com recorde de abertura de empresas em 2021, segundo informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social de Campinas.
arquivo sem legenda ou nome
“O potencial vocacional do município de Campinas, bem como da RMC, é muito consistente. Suas vocações na área de inovação e tecnologia (o município é um dos maiores polos tecnológicos do país), na logística, no turismo e no agronegócio fazem do munícipio referência nacional. Hoje, vemos o nosso país iniciando um processo de efetiva retomada.”, fundamentou o diretor titular do CIESP Campinas.
 
Atualmente, mais da metade da população mundial habita em cidades. Esse é o resultado de um processo de urbanização cada vez mais intenso, que ocorre há décadas. No Brasil, 85% da população encontra-se em áreas urbanas e a previsão é de que, em 2020, esse índice alcance o patamar de 90%.
 
A aglomeração de pessoas em cidades suscita diversos desafios sociais, ambientais e econômicos, que levam à busca por alternativas que promovam um desenvolvimento sustentável, respeitem os limites naturais dos ecossistemas e reduzam as desigualdades socioespaciais. Observar a dinâmica urbana e suas transformações é, portanto, uma agenda estratégica para o desenvolvimento do Brasil.
 arquivo sem legenda ou nome
 
O que é o OICS?
 
O Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis - OICS surge em um momento no qual governos locais e nacionais são convocados a agir para garantir uma transição rumo a um ambiente mais justo, inclusivo e sustentável. Sua missão é inspirar pessoas, replicar inovação e fomentar políticas públicas para cidades sustentáveis.
 
"Aqui temos o Projeto Sirius, um dos maiores aceleradores de elétrons do mundo; lei de incentivos fiscais para se investir em Campinas, além da presença de inúmeras incubadoras e aceleradoras de startups.”, referenciou José Nunes Filho.
 
O Observatório consiste em uma plataforma virtual de mapeamento e divulgação de soluções urbanas inovadoras, contextualizadas ao território nacional por meio de tipologias de cidades-região. Esse esforço aplica-se às áreas de água, resíduos sólidos, mobilidade, energia, ambiente construído e soluções baseadas na natureza. No entanto, trata-se de um trabalho que também perpassa todo o tecido urbano, ao investigar as dinâmicas de inovação e promoção do planejamento integrado, junto a uma visão de futuro de cidades sustentáveis.
 
A equipe responsável pelo desenvolvimento do projeto busca identificar as soluções mais inovadoras para desafios urbanos brasileiros. Esse processo está em andamento e envolve análises de big data, processos de co-criação e consulta a especialistas. A caracterização do território brasileiro, por sua vez, é desenvolvida por meio de dados geobiofísicos e indicadores alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). O propósito é localizar as soluções de acordo com as especificidades do território. Isso possibilitaria, por exemplo, indicar respostas promissoras às questões de cada cidade-região.
 arquivo sem legenda ou nome
 
O Projeto CiTinova
 
O Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis é desenvolvido pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) no âmbito do projeto CITinova - Planejamento integrado e tecnologias para cidades sustentáveis (https://citinova.org.br/). Com abrangência nacional e projetos-pilotos em Brasília e Recife, o Projeto CITinova tem foco em planejamento urbano integrado e investimentos em infraestruturas urbanas com tecnologias inovadoras para enfrentar desafios históricos da população e da gestão pública nas áreas de água, resíduos, energia, mudanças climáticas e mobilidade. Realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês) e gestão da ONU Meio Ambiente, o projeto é co-executado pelo CGEE, pelo Instituto Cidades Sustentáveis, pela Agência Recife de Inovação (Aries), pelo Porto Digital e pela Secretaria do Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA/DF).
 
Compartilhar:
Comentários:Nenhum comentário foi publicado.

Deixe aqui seu Comentário:

Nome:
Empresa:
Comentário: