Whatsapp
Portal Ciesp > Notícias > Webinar: ESG: O que o RH precisa saber para implementá-lo na organização

Noticías

Webinar: ESG: O que o RH precisa saber para implementá-lo na organização08/10/2021No dia 30 de setembro, os Departamentos de Sustentabilidade e Desenvolvimento Humano Organizacional -  DHO, realizaram reunião plenária virtual, para falar sobre um conceito que vem ganhando relevância nas organizações, e que é usado para se referir a práticas mais sustentáveis, seja em âmbito ambiental, social ou de governança.arquivo sem legenda ou nome

“Falar sobre ESG é imprescindível para empresas que desejam ir além da conquista de novos investidores. A pauta atrai organizações que são pressionadas a reconhecerem seu papel ativo na sociedade. Nessa palestra será tratado mais sobre a sigla e como RHs podem adotar práticas mais conscientes e alinhadas ao tema em suas organizações.”, explicou o diretor de Sustentabilidade, Luiz Fernando Bueno.

O especialista Gui Marback, cócio-diretor e head de Cultura Organizacional, destacou o fato de diante de uma crise sem precedentes, com muitas incertezas: “Se, por um lado, os líderes precisam entender os cenários e considerar ameaças antes inimagináveis, por outro, há um mar de novas possibilidades e oportunidades que nem conseguimos identificar ainda.”, avaliou.

arquivo sem legenda ou nome
À luz desses acontecimentos, Gui Marback escreveu um artigo baseado nos meus aprendizados desses últimos quase 10 anos em que venho trabalhando com o modelo dos 7 níveis de consciência de Richard Barrett. “Assim, podemos associar os níveis que caracterizam a cultura de uma organização e onde ela está operando no momento”, explicou.

“Líderes crescem e se desenvolvem ao dominarem os Sete Níveis de Consciência Pessoal e os Sete Níveis de Consciência Organizacional. Um autêntico líder deve entender sua dinâmica pessoal, assim como as dinâmicas da organização ou time, unidade de negócio ou departamento que lidera.”, valorizou o especialista.

Segundo Marback, a Cultura é forjada principalmente a partir das crenças e valores dos líderes do presente e do passado. “Suas crenças e valores definem as regras, procedimentos, símbolos, artefatos e tudo aquilo que orienta o comportamento do coletivo”, consolida.
“Entretanto, por trás das crenças e daquilo que é valorizado estão as necessidades dos líderes e aí é que reside o problema! Dificilmente encontramos um grupo de líderes perfeitamente alinhado entre si, exercendo as suas escolhas a partir do propósitosignificados e interesses comuns”, consolida o estudioso.
arquivo sem legenda ou nome
O evento contou com a participação da diretora do Departamento de Desenvolvimento Humano Organizacional do CIESP Campinas (DHO), Lúcia Alves Rosolen, que elogiou muito a análise e ressaltou, “Precisamos dessa interface junto aos gestores para ampliarmos o campo de trabalho e atuação na prática, sendo esta a única maneira de promover o crescimento sólido e perene da missão das companhias”, observou.
                                                            
 
Compartilhar:
Comentários:Nenhum comentário foi publicado.

Deixe aqui seu Comentário:

Nome:
Empresa:
Comentário: