Portal Ciesp > Notícias > Primeiro Webinar do CIESP-Campinas trata das Obrigações Ambientais 2020

Noticías

Primeiro Webinar do CIESP-Campinas trata das Obrigações Ambientais 202008/05/2020Comunicação CIESP-Campinas, Carla Marins.

Além dos associados do CIESP-Campinas, associados de outras regionais do CIESP também tiveram ativa participação. Ao todo foram mais de 40 participantes, integrados nesse bate-papo que promoveu interações e esclarecimentos sobre um tema tão recorrente e necessário neste momento de crise.

arquivo sem legenda ou nome
As novidades e perspectivas das Obrigações Ambientais 2020 estiveram na pauta da 1º Webinar realizada pelo CIESP-Campinas, sob a organização do DMASET – Departamento de Meio Ambiente e Segurança do Trabalho, na sexta-feira, dia 08 de maio.

Na condução desse diálogo, o especialista Alexandre Vilella pontuou as demandas da indústria, nas mais diferentes frentes, dentre elas: a retração da economia, a redução das equipes administrativas, e as consequentes e tão severas restrições financeiras. “O CIESP tem trabalhado em todas as esferas do governo com o intuito de prorrogar, renegociar e reduzir os impactos das obrigações ambientais no setor, valorizando o que é primordial à indústria, ou seja, a manutenção do emprego e da produção, para que o mercado continue abastecido e seja de fato o coração que trabalha e movimenta a economia nesse momento, mantendo a boa qualidade ambiental tanto prezada pelo setor.”, valorizou Vilella.
arquivo sem legenda ou nomeNa mediação do Webinar, o diretor do DMASET do CIESP-Campinas, Stefan Rhor, afirmou: “Trabalhamos hoje na prevenção, para que esses compromissos ambientais não se acumulem em um mesmo período (pós-pandemia), assim, além de orientar os nossos associados sobre as alterações de calendário, vamos detalhar medidas de prevenção para que no cumprimento dessas normas, não falte dados e informações que, possivelmente, deveriam ter sido coletadas anteriormente.”, pontuou. O diretor ainda reforçou a importância dos industriais e empresários acompanharem a agenda de webinar e reuniões a serem realizadas pelo CIESP-Campinas, a fim de todos estejam unidos e atualizados a favor da indústria.

A casa da indústria tem trabalhado de maneira bastante intensa e proativa, em meio à crise atual a Fiesp, Ciesp, Sesi, Senai e IRS estão empreendendo esforços para ajudar nosso país, nossas empresas e toda a sociedade a atravessarem da melhor maneira possível este período difícil. Assim, foi criado o portal “Indústria X CoronaVírus”, no qual estão reunidas suas principais ações e notícias nesse sentido: https://coronavirus.fiesp.com.br/

A indústria 4.0 se coloca hoje com imensa oportunidade através de um novo conceito da cadeia de valor, ou seja, “olhar extra- muros” e avaliar toda a cadeia de colaboradores, fornecedores, clientes, o que permite uma avaliação macro e de contingência.
arquivo sem legenda ou nome
 “As crises trazem a necessidade de aprender o novo, a competitividade nos exige este tipo de comportamento”, reforçou o especialista e Coordenador Regional de Meio Ambiente da FIESP.

Nosso objetivo é ouvir as demandas das indústrias nas mais diferentes frentes, de polícias, exército, Ibama, Cetesb, questões municipais, vigilância sanitária, corpo de bombeiros e tantas outras que compreendem a cadeia produtiva.

As principais alterações, ajustes e prorrogações de prazos das obrigações ambientes pertinentes aos diversos órgãos competentes foram expostas em apresentação, que pode ser acessada na íntegra, AQUI.

O objetivo é o de mitigar os efeitos da emergência internacional decorrente do Coronavírus (COVID-19), assim os principais órgãos ambientais e de fiscalização adotaram algumas medidas para atenuar as consequências da pandemia. Uma das medidas de destaque foi a suspensão dos prazos processuais da Cetesb por 30 (trinta) dias, contados a partir do dia 16 de março de 2020, em face do cancelamento temporário de visitas e atendimento presencial de público externo nas dependências da Companhia.

“Quase todos os órgãos flexibilizaram os prazos processuais, mas os prazos materiais, ou seja, das metas de avalição, de qualidade, de amostragem, dentre outros, ficam pendentes. Assim, orientamos às empresas a se organizarem e gerarem o maior número de histórico e evidência para a comprovação dessas condicionantes, as quais futuramente serão cobradas”, salientou o Coordenador Regional de Meio Ambiente da FIESP.
arquivo sem legenda ou nomePaula Carvalho, Gerente Regional; Stefan Rhor, diretor DMASET; Alexandre Vilella, Coordenador Regional de Meio Ambiente da FIESP.

Este é apenas um dos pontos de destaque em meio a tantos outros de extrema importância para o pleno funcionamento da indústria quando se fala de obrigações ambientais. Para acompanhar, clique aqui e veja a apresentação.
Compartilhar:
Comentários:Nenhum comentário foi publicado.

Deixe aqui seu Comentário:

Nome:
Empresa:
Comentário: