Portal Ciesp > Notícias > Drone na Segurança das Empresas e os Riscos da Indústria 4.0

Noticías

Drone na Segurança das Empresas e os Riscos da Indústria 4.025/10/2019Carla Marins, Comunicação CIESP-CAMPINAS

A segurança é um assunto que é discutido regularmente em todo o mundo, e para analisar e estudar os principais casos e oportunidades para as empresas, o CIESP-Campinas possui um departamento dedicado, o PPI – Departamento de Proteção Patrimonial Industrial do CIESP-Campinas. Mais de 100 executivos pmarcaram presença neste dia!


De acordo com o coordenador desta área na Diretoria Regional, Rodrigo Dirani, todos os setores empresarias, desde condomínios a grandes instalações industrias necessitam de formas seguras e confiáveis para manter o perímetro vigiado 24 horas por dia, sendo assim, os drones estão se tornando uma ferramenta necessária para esse setor que abrange empresas de segurança e grupos que precisam segurar seus produtos ou bens, a “indústria de segurança do drone” será algo muito retratado no mundo inteiro no futuro que já estamos vivendo, afirmou Dirani. O drone passa a ser uma importante ferramenta e ganho para a segurança das organizações.

“Quando utilizado dentro da área perimetrada da indústria, temos um enorme ganho com o drone, no que se refere à preservação de vidas e à proteção do patrimônio”, afirmou o coordenador de PPI.
 
No Workshop PPI, realizado no dia 17 de outubro, foram abordados dois importantes temas para as empresas na atualidade, sendo, a aplicação de sistema de drone na segurança das empresas com a apresentação de plataforma web voltada para o gerenciamento de voos automatizados e com possibilidade de diversas aplicações nos cenários de segurança empresarial.
 

Na condução da apresentação sobre aplicação de sistema de drone na segurança das empresas, com a aplicação de plataforma web, esteve Ricardo Feriozzi Bacci, diretor de Segurança Eletrônica do Grupo SR, graduado em Administração de Empresas e Formação de Oficiais da Reserva do Exército Brasileiro CPOR/SP, Extensões em UX & Design Thinking.

"A adição do drone na rotina de qualquer companhia sempre foi relacionada à adição de custo, devido a infraestrutura para garantir a integridade e o compliance. Atualmente, são 14 regulamentações diferentes para se obedecer, neste caso, o que indicamos e que estamos apresentando aqui é o uso de uma plataforma que não precisa de operador, e que, com uma infraestrutura própria, tem atraído um grande interesse do empresariado", apresentou Bacci. 
 
Ricardo Feriozzi Bacci tem experiência no segmento com Inovação e Tecnologias para Safety/Security e projetos de Smart Cities. Atualmente, omo Head da área de soluções para segurança eletrônica na GR Segurança, com foco em projetos de inovação com Startups
 
Com a palavra sobre Plano de Crise e Continuidade de Negócio, o professor doutor Antonio Celso Ribeiro Brasiliano, renomado na área, o especialista 
tem experiência nacional e internacional, com mais de 30 anos de mercado, nas áreas de governança, riscos, compliance, auditoria, controles internos e segurança corporativa, com vivência nos países: Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Uruguai, Argentina, Paraguai, Colômbia, México; Professor e Autor de 17 livros versando sobre Governança, Compliance, Gestão e Análise de Riscos. 

Dr. Brasiliano lembrou das inúmeras variáveis que englobam um plano como esse, e como trabalhar com estratégias de cenários de descontinuidade, a qual é cisne negro, baixa probabilidade e altíssimo impacto, os casos de enchente, segundo ele, exemplificam isso, dentre outros como cenários que exigem evacuação de área e proteção do patrimônio e da vida humana”, evidenciou.
   
O evento teve o patrocínio do Grupo Souza Lima, que também é associado ao CIESP-Campinas, e o apoio da ABSEG e Grupo Gr Segurança e Serviços.
 
Clique aqui e acesse as apresentações na íntegra.
 
Imagens por: Ricardo Lima
Compartilhar:
Comentários:Nenhum comentário foi publicado.

Deixe aqui seu Comentário:

Nome:
Empresa:
Comentário: