Área Restrita:
Esqueci a senha
Portal Ciesp > Notícias > CIESP-Campinas participa de encontro do DMA com foco na agenda do setor produtivo

Noticías

CIESP-Campinas participa de encontro do DMA com foco na agenda do setor produtivo07/04/2017Empresários das regiões de Sorocaba, Campinas e Indaiatuba se reúnem para analisar as atividades do Departamento de Meio Ambiente e legislações ambientais. Na ocasião, representando o Diretor Titular, José Nunes Filho, o Vice-Diretor de Meio Ambiente do CIESP-Campinas, Jorge Galgaro, apresentou algumas das ações desempenhadas na Macrorregião de Campinas, bem como sinalizou o poder de representatividade da casa da indústria na busca das melhores soluções para setor.
arquivo sem legenda ou nome “Atuamos com o intuito de receber as demandas trazidas pelos industriais e agir, por meio da articulação junto aos órgãos competentes, nos quais temos a representatividade da entidade, assim, atuamos diretamente para os devidos encaminhamentos”, explicou Galgaro.
arquivo sem legenda ou nome

O encontro, que aconteceu no CIESP-Sorocaba, no dia 28 de março, recebeu os empresários e associados para debater a agenda do setor produtivo nas áreas ambiental e de desenvolvimento da Macrorregião 6, que engloba as Regionais de Sorocaba, Indaiatuba e Campinas.

Participaram da reunião também autoridades regionais e representantes entidades, entre eles, o Vice-Presidente do CIESP e da FIESP, Rafael Cervone, o Diretor Titular do CIESP Sorocaba, Erly Domingues de Syllos, o Vice-Diretor de Meio Ambiente do CIESP Campinas, Jorge Galgaro, o, Segundo Vice-Diretor do CIESP Indaiatuba, Jorge Fernandes, o Diretor Titular dos Departamentos de Meio Ambiente do CIESP e da FIESP, Nelson Pereira dos Reis, o Diretor do Senai Sorocaba, Jocilei Oliveira, o Diretor do Sesi Sorocaba e Votorantim, Júlio Martins e o Diretor do Senai Itu, Helvécio Siqueira.

O CIESP-Campinas representa as cidades de Campinas, Valinhos, Sumaré, Pedreira, Amparo, Mogi Mirim, Mogi Guaçu, Itapira, Holambra, Jaguariúna, Paulínia, Hortolândia, Artur Nogueira, Santo Antônio da Posse, Estiva Gerbi, Conchal, Serra Negra, Lindóia e Águas de Lindóia.

Durante o evento, o Gerente do Departamento de Meio Ambiente do CIESP e FIESP, Jorge Rocco, apresentou as atividades que o CIESP e a FIESP desenvolvem para auxiliar os empresários do setor produtivo em relação ao cumprimento das leis ambientais e defesa da indústria nos órgãos federais, estaduais e municipais.

Em sua apresentação, foi esclarecida aos participantes a missão do Departamento de Meio Ambiente do CIESP e da FIESP, que é a de defender as causas da indústria nos fóruns ambientais, avaliar e acompanhar os dispositivos legais e normativos, apoiar e alinhar as demandas dos sindicatos do segmento industrial e promover melhoria do desempenho ambiental, econômico e social da indústria.

Em 2016, o CIESP e a FIESP atuaram na defesa da indústria com 583 participações em todo o Brasil, sendo 519 no Estado de São Paulo, nos órgãos Sistema Ambiental Paulista (SMA / Consema), Conselho de Recursos Hídricos (CRH) e comitês de bacias hidrográficas, além de 17 atuações nos Conselhos Municipais ambientais e 47 em nível nacional, como ABNT, Pacto Global e Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH).

Conforme explicou o Vice-Presidente do CIESP e da FIESP, Rafael Cervone, a força da entidade está no interior e nos micro e pequenos empresários que são maioria nas cidades. Com isso, ele afirma que é necessário levar todas as informações sobre legislações ambientais onde estão essas pessoas. “Estamos empenhados em melhorar cada vez mais as condições para que este empreendedor possa trabalhar com segurança, além de oferecer capacitação técnica para que ele seja mais competitivo no mercado”, completa.
arquivo sem legenda ou nome

De acordo com o Diretor Titular dos Departamentos de Meio Ambiente do CIESP e da FIESP, Nelson Pereira dos Reis, as questões ambientais têm sido tratadas pelas entidades de forma estratégica, visando a sustentabilidade no setor industrial. “Hoje temos muitas legislações, muitas são contraditórias e dificultam o trabalho do empresário. Promovemos encontros e treinamentos para que as pessoas tenham mais clareza nas leis. Hoje temos uma rede de especialistas atuando nessa área em todo o interior e nos comitês de bacias hidrográficas das regiões”, destacou.

Segundo o Diretor Titular do CIESP Sorocaba, Erly Domingues de Syllos, o evento foi importante para que os empresários pudessem se atualizar com as normas ambientais e tirar dúvidas com os especialistas do Departamento de Meio Ambiente do CIESP e da FIESP. “Trazer diretores das regiões de Sorocaba, Indaiatuba e Campinas foi essencial para a integração das atividades e todos trabalharem em conjunto. ”

Licenciamento Ambiental

Durante o encontro foram mencionadas questões sobre o licenciamento ambiental, uma vez que a CETESB passou a considerar para licenciamento a área integral do terreno ocupado pela empresa ou atividade, acrescida das áreas construídas dos pavimentos superiores e / ou inferiores para cálculo do valor das licenças. Por meios jurídicos, o CIESP conseguiu suspender, através da Ação Liminar Coletiva, a aplicação da decisão de diretoria da CETESB aos associados do CIESP.


Monitore

Esteve também em pauta a aplicação da ferramenta “Monitore” - Sistema de Gerenciamento de Obrigações Ambientais, criado pela FIESP e pelo CIESP de forma gratuita aos associados para acompanhamento das obrigações ambientais prevista nas legislações pertinentes.

arquivo sem legenda ou nomePrograma Brasil Mais Produtivo

No evento, o Diretor do Senai Sorocaba, Jocilei Oliveira, apresentou o Programa Brasil Mais Produtivo, iniciativa do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e do Senai, que visa atender três mil empresas industriais de pequeno e médio porte em todo o Brasil, com objetivo de aumentar em pelo menos 20% a produtividade no setor da aplicação das ferramentas Lean (ferramentas de produção enxuta) para pequenas e médias indústrias participantes. O conceito baseia-se na redução dos sete tipos de desperdícios (superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos).

Economia circular

O Diretor do Sesi de Sorocaba e Votorantim, Júlio Martins, apresentou um projeto de economia circular com a Poiato Recicla, empresa que recicla bitucas de cigarro e promove a descontaminação das substâncias para não degradar ao meio ambiente. Por meio desta parceria, o Sesi e a Poiato vão realizar um trabalho de conscientização em indústrias para não jogar bitucas de cigarro no chão e colocar em compartimentos fornecidos pela Poiato.

Para fechar o encontro, o Diretor da Sinctronics, Carlos Ohde, falou sobre o trabalho de economia circular promovido na empresa. A Sinctronics foi fundada em 2012 e é focada em soluções sustentáveis, reciclando produtos eletroeletrônicos pós consumo, processo de Logística Reversa. Neste sistema envolvem os pontos de coleta e transporte em veículos especiais, direcionando os produtos aos centros de recuperação e reciclagem, gerando novos produtos para cadeia produtiva, garantindo que a manufatura reversa opere dentro dos padrões internacionais e gerando novos postos de trabalho.
Compartilhar:
Comentários:Nenhum comentário foi publicado.

Deixe aqui seu Comentário:

Nome:
Empresa:
Comentário: